O ator e músico Jack Black não gostou nada das críticas que Courtney Love, viúva de Kurt Cobain, fez à inclusão de uma faixa do Nirvana no filme.


Courtney alega não ter autorizado o uso da música no filme, e teria comparado a versão a algo como “a
 Disney e o sapo Kermit estuprando Kurt Cobain“.

Segundo Black, em entrevista ao E! Online, a alegação de Love é “absurda”.

“Pessoalmente não acho que há ninguém acima [de Kurt Cobain] no mundo do rock”, disse. “Ele está no topo da pirâmide. Ele era o rei. Quando ele morreu foi meio que o fim do rock”.

Apesar das críticas, Courtney Love parece ter esquecido que vendeu a parte dela dos direitos sobre o catálogo do Nirvana para a distribuidora Primary Wave.

A empresa autorizou a gravação da faixa – assim como os outros dois integrantes do Nirvana, Dave Grohl e Krist Novoselic – e paga Courtney e a filha dela com Kurt Cobain, Frances Bean, por cada utilização da música.

Sem mais artigos