“A lista do meu iPod vai tocar por dois dias ao vivo”, explicou o rapper Jay-Z, sobre o novo festival de música Made in America, que acontecerá na Filadélfia (Estados Unidos) e terá o rapper como curador e principal atração. A realização do evento foi anunciada na segunda-feira (14) por Jay-Z e pelo prefeito de Filadélfia, Michael Nutter, no Museu de Arte da cidade. E Jay-Z promete convidar o presidente dos EUA Barack Obama para cantar uma canção de Al Green.

Para o evento, marcado para os dias 1º e 2 de setembro, o rapper garante, além de hip hop, artistas de rock, música latina e música eletrônica. Jay-Z explica que as 29 atrações do evento serão artistas que “incorporam o espírito norte-americano”. O line-up deve ser divulgado nas próximas semanas. As informações são do jornal The Guardian.

O marido de Beyoncé afirma que tentará incluir, no festival, nomes como o grupo de hip hop The Roots e o cantor Michael Kiwanuka. O rapper contou, em entrevista à Rolling Stone, que pretende convidar, ainda, o presidente dos Estados Unidos Barack Obama para interpretar novamente uma canção de Al Green.

O presidente havia cantado um trecho da música Let’s Stay Together durante um evento de arrecadação de fundos para a campanha de sua reeleição, em Nova York, em janeiro deste ano. “Ele estará tentando ajudar o mundo, então provavelmente não terá tempo, mas eu vou certamente convidá-lo”, contou Jay-Z.

Os ingressos para o festival custarão US$ 99 e parte da arrecadação será revertida para a instituição de caridade United Ways.

Sem mais artigos