John Lydon, vocalista do Public Image Limited, afirmou que é um tanto quanto infantil comemorar a morte de Margaret Thatcher. Em entrevista à revista Blitz, o músicou falou sobre a comoção em torno da morte da política britânica. 

“Nunca, mas nunca, concordei com uma palavra que fosse que a Margaret Thatcher tenha dito. Nunca na vida. Mas, depois de morrer, não vou dançar em seu cadáver. Não vou celebrar a morte de outro ser humano. Que mensagem essas pessoas estão passando a quem ainda é vivo? Para mim, isso parece despeito infantil”, afirmou. 

“Se não conseguiram derrotá-la quando era viva, não tentem derrotá-la depois de morta. É tão errado! Os seus filhos estão os vendo se comportar assim, e estão passando esse ódio e esse desprezo aos outros seres humanos, só por diferenças políticas”, completou o músico. 

<iframe width=”636″ height=”358″ src=”http://www.youtube.com/embed/zN-GGeNPQEg” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

Sem mais artigos