O novo disco do Daft Punk é, por si só, um dos mais aguardados do ano, e a expectativa só aumenta. Recentemente foi divulgado que o trabalho contou com a colaboração de artistas de diferentes núcleos, o que deve agradar a todos os gostos.

De acordo com o site francês Konbini, além do fundador do Animal Collective, Noah Lennox aka Panda Bear, do produtor e DJ Todd Edwards, do pianista canadense Gonzales, do produtor Nile Rodgers, do guitarrista Paul Jackson Jr e do ícone da dance music Giorgio Moroder, Julian Casablancas  e o rapper Pharrell também ajudaram na produção de “Random Access Memories”.

 

Para quem estranhou o nome do líder dos Strokes na lista, vale lembrar que seu álbum solo e os dois últimos trabalhos de sua banda flertaram com a música eletrônica.

Se ainda restarem dúvidas sobre dar ou não um voto de confiança às experimentações de Thomas Bangalter e Guy-Manuel, Moroder deve ajudar: “O Daft Punk queria fazer algo que não fosse só tocar um acorde. Você com certeza ouve o som deles e percebe que é gostoso e completo, a bateria e o baixo têm aquele som completo, quente”. Palavras do mestre!

Este é o primeiro disco do Daft Punk desde “Human After All”, lançado há oito anos. “Random Access Memories” possui 13 faixas e tem lançamento previsto para o dia 21 maio.

Sem mais artigos