O cantor canadense Justin Bieber, como se previa, não compareceu nesta segunda-feira (27) perante um tribunal de Miami por dirigir na quinta-feira passada em um pega de carros sob efeito de substâncias tóxicas, mas “haverá uma futura audiência” diante de um juiz, informou uma fonte judicial.

Dado que Bieber depositou a fiança de US$ 2.500 imposta por uma “falta menor”, “o caso terá data alterada para uma futura audiência judicial perante um juiz” que se encarrega de crimes menores em que “os acusados estão em liberdade pagando uma fiança”, assinalou Eunice Sigler, diretora do escritório de relações públicas do 11º Circuito Judicial do Tribunal de Miami-Dade.

“O caso foi transferido diante do juiz William Altfield para futuras audiências”, embora, “neste momento, não tenha se fixado uma audiência” frente ao citado juiz.

Neste fim de semana se o astro adolescente foi visto se divertindo em uma praia do Pacífico no Panamá, após protagonizar dias antes um incidente pelo qual foi detido e posteriormente libertado sob fiança.

A estrela do pop chegou a Panamá na sexta-feira à noite em um avião privado que aterrissou no aeroporto de Rio Hato, na província de Coclé, e daí se transferiu a Punta Chame.

O cantor canadense foi detido na quinta-feira passada em Miami Beach (Flórida) por participar de um pega sob a influência de substâncias tóxicas, excesso de velocidade e resistência à autoridade sem violência.

O cantor admitiu aos agentes, após sua detenção, que havia fumado maconha, bebido algumas cervejas e tomado algumas pílulas de medicamento antes de ser detido, segundo a polícia.

Bieber foi libertado às poucas horas após comparecer perante o juiz por videoconferência e pagar a fiança.

No sábado passado mais de 13 mil pessoas assinaram em menos de 24 horas um pedido à Casa Branca para que esporte ao cantor canadense.

“Nós, o povo dos Estados Unidos, sentimos que não estamos bem representados no mundo da cultura pop. Gostaríamos de ver o perigoso, insensato, destrutivo e consumidor de drogas Justin Bieber deportado e com sua permissão de residência revocado”, reza a nota, registrada na seção de pedidos dos cidadãos do site da Casa Branca “We The People”.

Bieber, que chegou ao estrelato sob a imagem de criança prodígio, segue causando problemas poucos dias depois que agentes da polícia de Los Angeles revistarem sua casa para investigar se esteve envolvido em atos de vandalismo em seu bairro.

Sem mais artigos