Assim que voltar aos Estados Unidos, em aproximadamente duas semanas, Justin Bieber declarou que vai se submeter a um teste de DNA para provar que não é o pai do bebê de Mariah Yeater. A garota afirma ter feito sexo sem segurança com o astro teen, após um show em 2010.

LEIA MAIS: “Nunca encontrei essa mulher”, diz Justin Bieber sobre Michelle Yeater; veja o vídeo

Justin Bieber desabafa no Twitter contra boatos sobre paternidade

Howard Weitzman, o advogado do cantor, entrou em contato com os representantes legais de Mariah e definiu o laboratório responsável pelo teste. Segundo Weitzman, a decisão de fazer o exame é para tentar coibir que outras pessoas tentem obter vantagens em cima de celebridades fazendo alegações supostamente falsas.

Caso a paternidade seja confirmada, Mariah vai sofrer um processo de estupro por ter relações sexuais com um adolescente de 17 anos. Mas, se ficar comprovado que Bieber não é o pai a moça será processada por calunia e difamação. Enquanto isso, Selena Gomez e Justin Bieber circulam de mãos dadas para provar que os rumores não abalaram o relacionamento do casal.



Sem mais artigos