Depois atacar os prêmios Grammys, o Justin Timberlake e seu parceiro Jay-Z, durante um show em Londres, no último sábado (23), Kanye West foi para Paris e fez um discurso ainda mais estranho durante a apresentação. 

O rapper norte-americano afirmou, entre um palavrão e outro que: “não há prêmios, patrocínios ou qualquer outra ‘treta’ do gênero que me tire a vontade de apresentar para vocês uma música original e verdadeira”. 

“Por mais que queiram te controlar, ou que te pressione, você deve sempre fazer o que tem vontade. Sou Picasso, sou Walt Disney e sou Steve Jobs”, afirma. Ultimamente o rapper começou a se manifestar sobre a influência que algumas marcas, por meio de patrocínios milionários, possuem no trabalho de muitos artistas. 

“Tentam colocar os logótipos deles em todos shows. Será que as grandes corporações vão me ajudar a fazer um espetáculo melhor? Poderão apoiar-me? Por favor? Eu, Kanye West. Por favor. Só por 3 milhões de dólares. Vou dizer para os meus fãs que os seus produtos são espetaculares. E como vão acreditar em mim, vão acreditar em você também”, finaliza. 



Sem mais artigos