A agência espacial russa disse na quarta-feira que os planos de Lance Bass para se unir à missão da Estação Espacial Internacional em outubro podem ir por água abaixo, uma vez que o cantor do ‘N Sync não cumpriu o prazo estipulado para efetuar o pagamento da viagem.

“Há certos prazos em que as prestações devem ser pagas, mas a primeira parte está atrasada. Teoricamente, nós já podemos cancelar o contrato dele”, informou o porta-voz da Rosaviakosmos, Sergei Gorbunov.

Bass, patrocinado por um consórcio de companhias encabeçado por um produtor de Hollywood, assinou um contrato preliminar, mas ainda tem de resolver a parte financeira para garantir seu assento na espaçonave Soyuz. Ele já está em treinamento para a missão em um local perto de Moscou, chamado Star City.

“Se a Star City, onde ele também ainda não pagou uma grande parte das tarifas, decidir cortar o treinamento, seria o suficiente para cortá-lo do vôo”, acrescentou Gorbunov.

Se conseguir obter sucesso em seus planos, o cantor de 23 anos será o terceiro turista espacial a unir-se à missão de uma espaçonave russa, seguindo os passos do milionário norte-americano Dennis Tito e do empresário sul-africano Mark Shuttleworth.

Os dois tiveram de desembolsar cerca de 20 milhões de dólares.

“O consórcio que o apóia nos enviou uma carta pedindo para adiar o prazo de pagamento para 9 de agosto”, revelou Gorbunov. “Se eles não nos pagarem até esse dia, eu não sei o que vai acontecer. Talvez nós atendamos o pedido deles de novo e esperemos mais uma vez. Mas não podemos esperar para sempre”.

A decisão da Rússia de aceitar Bass como candidato ao terceiro assento na espaçonave Soyuz alarmou autoridades dos Estados Unidos, que expressaram preocupação de que o astro não estaria preparado para o vôo.

Se Bass conseguir ir ao espaço, ele será a pessoa mais jovem a fazer tal viagem, tirando o título do astronauta soviético German Titov que teve a experiência em 1961 aos 25 anos.

Sem mais artigos