O clipe que marcou a volta de Lily Allen para o mundo da música, da faixa Hard Out Here, dividiu opiniões rapidamente. De um lado, os que aclamaram a sua ferrenha crítica ao machismo, aos padrões de beleza e à objetificação da mulher dentro do entretenimento. Do outro, os que apontaram o racismo subentendido do clipe, em que a maior parte das dançarinas é negra.

Em entrevista com para a revista Q, Allen voltou a responder sobre a polêmica causada pelos que a acusaram de racista: “Eu nunca pedi desculpas e ainda não vou pedir, porque acho que não fiz nada errado”, ela insistiu.

“As pessoas no twitter dizem que não é a intenção, é o impacto. Bom, isso é besteira”, ela continuou. “Tudo o que eu fiz foi para evidenciar a falta de igualdade e a injustiça, então quando me disseram que eu era racista, eu fiquei tipo, ‘nããão, isso não sou eu’, e pensei ‘Ah, meu Deus, isso vale a pena? Mas claro que vale'”.

E aí, o que você acha? O preconceito partiu de Lily ou ela só evidenciou o que acontece sempre? Assista ao clipe de Hard Out Here e conte pra gente o que você acha:

Sem mais artigos