Parece o embate Lobão X Lollapalooza Brasil ainda vai longe. O músico divulgou em sua página oficial no Facebook um comunicado retrucando as informações dadas fornecidas pela organização do evento em coletiva de imprensa realizada nesta segunda-feira, dia 21, em São Paulo.

LEIA MAIS: Lollapalooza Brasil confirma Foo Fighters, Arctic Monkeys e Jane’s Addiction como headliners

Lobão recusa convite para tocar no Lollapalooza Brasil e explica motivos em vídeo no YouTube

“Isso não vai ficar assim!!! Estão me tratando como um moleque!!!!! É inacreditável o cinismo e o descarate desses caras!”, escreveu Lobão no Twitter, após a coletiva de imprensa. Para ele, a produção do Lollapalooza preferiu taxá-lo de “polêmico e lunático” ao invés de admitir que as atrações brasileiras tocariam em horários desfavorecidos no festival.

“É de conhecimento da imprensa e do público, o vídeo em que o músico Lobão manifesta sua opinião a respeito da forma como os artistas brasileiros vem sendo tratados nos grandes festivais. O que nos entristece em toda a situação que se formou, é que novamente, se torna mais fácil vender a imagem do Lobão polêmico e lunático do que admitir a situação e dizer que vão corrigi-la”, diz o comunicado.

De acordo com o texto, Lobão foi convidado a participar do evento e as negociações seguiam normalmente. O músico fez questão de ressaltar que se sentiu honrado com o convite. Durante todo o mês de novembro, diversos emails foram trocados para efetivar a participação do Lobão no evento e ficou estipulado que o Lobão iria tocar no dia 08 de abril, às 15h.

Em seguida, o músico recebeu a informação de que todos os artistas brasileiros que iriam tocar nos dois palcos principais do festival só poderiam se apresentar das 10h às 15h e que horários nobres estavam reservados para os artistas internacionais. Segundo o comunicado, Lobão ligou diretamente para o empresário Sergio Peixoto da GEO Eventos, para que confirmasse a informação.

“É importante esclarecer que o músico Lobão e sua banda não teriam problema algum em fazer o show às 15h, desde que houvesse interação entre os artistas nacionais e internacionais e desde que o horário estipulado a ele tivesse uma justificativa plausível, fosse em relação ao cronograma, ou a importância dada ao artista ou mesmo o gênero musical do dia, etc”, diz o comunicado.

O que o músico alega é que “não aceita que os artistas nacionais sejam colocados como segundo plano e que não sejam tratados com o respeito que merecem. Lobão aproveita para dizer que está aberto para mais esclarecimentos com a imprensa e lamenta muito a sua não participação num evento tão grande mundialmente, por conta de uma questão tão constrangedora”, conclui a nota.

Sem mais artigos