Banda com maior relevância no cenário atual e peso de novidade no line-up do Lollapalooza deste ano, o Black Keys mostrou que sua escalação depois do Queens of The Stone Age foi equivocada. As duas se apresentaram no palco Cidade Jardim neste sábado (30).

O duo Dan Auerbach e Patrick Carney, de Oklahoma, bem que tentou manter a energia dos expoentes do stoner rock, um tipo de rock ácido e psicodélico que bebe no caldo da contracultura dos Estados Unidos e dialoga com as paisagens áridas do Palm Desert, na Califórnia. Mas o duelo terminou com goleada do time de Josh Homme, líder, guitarrista e vocalista do QOTSA.

Hits como Little Sister, Don´t Speak e No One Knows bateram bonito na pista. Uma pena que o Queens nunca tenha feito o sucesso comercial do Black Keys, que também tem o mérito de levar o rock alternativo para disputar espaço com o pop. A briga do competente baterista Patrick Carney com Justin Bieber, via Twitter, diz muito sobre isso. E eles não deixaram de ter bons momentos como Tighten Up e Lonely Boy.

Lollapalooza 2013: Black Keys fica pequeno depois do Queens Of The Stone Age

Sem mais artigos