Falando português, como já virou hábito nos shows do Pearl Jam no Brasil, Eddie Vedder deu sua lição de que o papel de um artista vai além do entretenimento e põs em ação seu lado ativista ao defender o casamento gay durante show que encerrou o Lolapalloza, neste domingo (31).

“Obrigado, São Paulo, por aceitar casamentos entre pessoas do mesmo sexo”, disse. A norma que permite o casamento civil entre homossexuais vale desde o começo de março no Estado de São Paulo.

Mas Vedder não fez como algumas celebridades que se dedicam apenas ao discurso e esquecem a música. E despejou hits para a massa alucinada como Alive, Why Go, Jeremy, Black e Even Flow. Ainda couberam homenagens aos Ramones, com I Believe in Miracles e Who, Baba O´Riley.

Com o jogo ganho e casa cheia, 60 mil pessoas, ingressos esgotados, feito inédito nestas três noites, a banda uniu instrumentos elétricos e acústicos para explorar diferentes climas, mas manteve sempre a intensidade e energia lá no alto.

Antes do show da banda de Seattle, a organização anunciou que a edição 2014 está confirmada e que também será na Páscoa. Quem você gostaria de ver no Brasil? 

Veja o set list do Pearl Jam no Lollapalooza Brasil 2013

Elderly Woman Behind The Counter In A Small Town
Why Go
Interstellar Overdrive
Corduroy
Comatose
Olé
Do the Evolution
Wishlist
Got Some
Even Flow
Nothingman
Insignificance
Daughter
World Wide Suicide
Jeremy
Unthought Known
State of Love and Trust
Rearviewmirror
Given to Fly
Better Man
Black
I Believe in Miracles
Don’t Go
Alive
Baba O’Riley
Yellow Ledbetter 

Lollapalooza 2013: Eddie Vedder defende casamento gay e despeja hits com casa cheia

Sem mais artigos