Um vídeo protagonizado pelo humorista conhecido como Gil Brother, com um fervoroso discurso sobre a legalização da maconha, anunciou que estava para começar o show do headliner brasileiro do Lollapalooza, na noite deste domingo (31). Não demorou muito para que os primeiros acordes do Planet Hemp, que não se apresentava em São Paulo há 10 anos, ecoassem pelo Jockey Club. 

Formada por Marcelo D2 e Skunk em 1993, no Rio de Janeiro, a banda é considerada umas das mais proeminentes do cenário nacional da década de 90. Conhecida por seu explícito posicionamento a favor da descriminalização das drogas, o Planet Hemp mostrou o repertório de seus três álbuns de estúdio, Usuário (1995), Os Cães Ladram Mas a Caravana Não Para (1997) e A Invasão do Sagaz Homem Fumaça (2000), seguindo uma ordem cronológica. 

“Avisa lá que a esquadrilha da fumaça está de volta”, disse D2, antes de abrir o show com o hit Legalize Já. A apresentação seguiu com Dig Dig Dig (Hempa), Fazendo Sua Cabeça e Deisdazseis, enquanto o público frenético acompanhava o som pesado com palmas ritmadas e rodas de pogo. Sempre mantendo um tom político, BNegão aproveitou uma pausa para pedir a saída do pastor e deputado Marco Feliciano (PSC) da presidência da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM).  

Na sequência, o músico também aproveitou para falar sobre os índios que foram expulsos do prédio do Museu do Índio, no Rio de Janeiro, que será demolido. O ponto alto do show ficou por conta da já conhecida homenagem do grupo ao gênio Chico Science, da Nação Zumbi. Enquanto D2 gritava os nomes como Chorão, Sabotage, Antônio Conselheiro, durante a faixa Samba Makossa, fotos ilustravam o telão e arrancavam gritos da multidão. 

Apesar de uma apresentação vigorosa, o show foi esfriando a medida em que se aproximava a hora do Pearl Jam, banda mais aguardade da noite, subir ao palco. A escolhida para encerrar a apresentação foi Mantenha o Respeito. “Muito obrigada. É um prazer estar aqui novamente com todos vocês. Dez anos depois, esse é o Planet Hemp, rapaziada”, finalizou D2 enquanto boa parte da multidão corria no sentido do palco Cidade Jardim. 

Sem mais artigos