A gravadora Sony Music foi vítima de um assalto online e mais de 50 mil músicas – incluindo um material inédito que o cantor Michael Jackson gravou com Will.i.am e Freddie Mercury – foram roubadas durante um ataque de hackers ainda não identificados.

“Tudo o que a Sony comprou do espólio de Michael Jackson ficou comprometido. Os hackers entraram no sistema e encontraram a brecha. Eles são bons e houve certo grau de sofisticação na invasão”, disse uma fonte disse ao jornal Sunday Times.

A gravadora havia adquirido os direitos para vender uma série de coletâneas comemorativas do Rei do Pop, além de seu álbum póstumo, um ano após sua morte por intoxicação aguda de propofol. O negócio de US$ 250 milhões permite a Sony lançar até 10 novos álbuns de Michael, incluindo suas gravações inéditas.

Sem mais artigos