Paul McCartney se isolou do enorme barulho provocado pela dissolução dos Beatles nas montanhas da Escócia e ali criou o segundo álbum de sua carreira solo, Ram, que será relançado agora em uma nova versão remasterizada.


“É um disco que lembra meus dias de hippie e a atitude livre com a qual foi criado”, afirma o músico britânico nas notas que apresentam a reedição do disco, publicado originalmente em maio de 1971, e que foi o único creditado conjuntamente a Paul e Linda McCartney.

Após a gravação de Abbey Road, quando a ruptura dos Beatles já era uma realidade, McCartney se refugiou junto com sua esposa em sua fazenda escocesa de Mull of Kintyre. Era Linda quem obrigava seu bloqueado marido a sair da cama, lavar-se e voltar a seu trabalho de músico.

E ela conseguiu. Paul criou primeiro sua estreia como artista solo com o que tornou oficial a separação dos Beatles, o minimalista McCartney – reeditado há um ano junto com McCartney II -, que saiu ao mercado em abril de 1970.

Os fãs continuavam um pouco desconcertados por esse primeiro álbum quando Ram chegou às lojas com uma coleção de 12 canções um pouco mais elaboradas, nas quais Macca contou com a ajuda de outros músicos, como os guitarristas David Spinozza e Hugh McCracken e o baterista Denny Seiwell.

Entre as canções estava Uncle Albert/Admiral Halsey, a extravagante e genial soma de vários temas que valeu a seu autor o primeiro número um nos Estados Unidos de sua carreira solo.

Não tiveram tanta sorte outros singles do álbum, como The Back Seat of My Car e Eat At Home, mas Ram alcançou o topo das listas de mais vendidas no Reino Unido e chegou ao número dois nos EUA.

No entanto, o álbum foi engolido pela enorme polêmica suscitada pela separação dos Beatles anunciada um ano antes e certamente os fãs acharam em Ram elementos suficientes para reavivar o fogo.

Por exemplo, na contracapa do disco aparecia uma foto de dois escaravelhos copulando que foi interpretada como expressão do estado de ânimo de McCartney em relação aos outros três Beatles, com os quais estava em litígio legal.

Ram começava além disso com a música Too Many People, na qual Paul falava das pessoas que “gostavam de dar muitos sermões”, em referência ao pacifista John Lennon da época.

A resposta de Lennon não demorou e, meses depois, colocou em seu álbum Imagine a ofensiva How Do You Sleep? dirigida a seu ex-parceiro.

A troca de farpas não parou aí. Em sua capa Ram exibe uma foto de Paul dominando um carneiro pelos chifres. Lennon incluiu em “Imagine” outra foto campestre na qual está agarrado a um porco pela cabeça.

Passados os anos e as picuinhas que rodearam a separação do grupo mais famoso da história, Ram poderá ser escutado a partir desta terça-feira sem todo aquele barulho que rodeou seu lançamento, com um som remasterizado nos míticos estúdios Abbey Road.

A nova edição inclui um disco adicional no qual figura Another Day, primeiro single da carreira solo de McCartney, uma joia que segue brilhando quatro décadas após ter nascido nas montanhas da Escócia.

Sem mais artigos