Zayn

Divulgação Zayn

Na capa de todas as revistas e sites de música, a estreia de Zayn após saída do One Direction, com o álbum Mind of Mine, lançado na sexta (25), foi bem recebida pela crítica, ainda que com algumas ressalvas. Eles destacaram a pegada R&B do disco e que ele apresentou um material musicalmente mais complexo que no período em que esteve com a boy band.

“O álbum amplamente sucede em avançar sua narrativa para além da coisa de boy band”, afirma o Idolator. “É decididamente contemporâneo, sexy, R&B. Mas também ele tem algum trabalho a fazer para se estabelecer no superpovoado meio do R&B”, avaliou.

O Guardian deu quatro estrelas de cinco: “Este foi o sim que ele escolheu – batidas clipadas, floreios de produções esfumaçadas, montes de falsestes como atalho para a honestidade emocional – é basicamente 2106 em larga escala, pode paracer jogada de marketing, mas há coisas mais que suficientes aqui para sugerir que foi criado com amor, mas que com o olho na caixa registradora”, afirmou o jornal conterrâneo do astro.

A Rolling Stone deu nota 3/5, elogiando os vocais, mas dizendo que o que se sobressai no conteúdo lírico é um sentimentalismo imaturo. Já o L.A. Times disse que o disco é “climáticos, com texturas profundas de R&B”, que ” soa como se tivesse sido desenhado para ilustrar o esforço e inspiração gastos nisso”, mas ponderou que “as influências são notadamente fáceis de serem descobertas”.

 

Sem mais artigos