Michael Jackson tinha certeza que seria assassinado no palco durante um show. As informações são do site Contact Music, que entrevistou Jason Pfeiffer, amigo próximo do Rei do Pop. 

“A última vez que o vi, ele estava dizendo adeus a todos no escritório. Era como se ele soubesse que nunca voltaria. Ele costumava dizer que acreditava que seria baleado no palco”, disse à publicação. 

Ainda segundo Pfeiffer, Michael escolheu a Inglaterra para sua turnê não realizada de volta aos palcos em 2009, por acreditar que o Reino Unido é um lugar mais seguro do que sua terra natal, os Estados Unidos. 

“Ele disse que o retorno foi na Inglaterra por causa das leis de armas lá. Foi por isso que ele abandonou o retorno nos Estados Unidos, já que as pessoas têm muito acesso às armas e poderiam matá-lo. Mas, mesmo assim, ele tinha o receio de que seria baleado no palco.”

Michael Jackson morreu aos 50 anos, em 2009, vítima de uma parada cardíaca em consequência de uma overdose de calmantes, meses antes de sua aguardada volta aos palcos com a turnê This Is It, no O2 Arena, em Londres. 



Sem mais artigos