Miley Cyrus

Divulgação Miley Cyrus

Capa da edição de setembro da Marie Claire dos Estados Unidos, Miley Cyrus questionou a maneira como ela é vista como mal exemplo. Ela argumentou na entrevista à revista que a mídia usa parâmetros diferentes em relação a outros artistas e citou Taylor Swift e Kendrick Lamar.

Miley exemplifica a questão com o vídeo de Bad Blood. “Eu não entendo a coisa da vingança pela violência. Isso é pra ser um bom exemplo. E eu sou um mal exemplo porque eu estou andando por aí com meus peitinhos de fora? Eu não estou certa que peitinhos são piores que armas”, alfinetou.

Em relação ao fenômeno do rap ela também foi direta. “Kendrick Lamar canta sobre LSD e ele é legal. Eu faço isso e sou a piranha drogada”, questionou a popstar.

Na conversa, a estrela do novo feminismo falou também sobre a sua ONG Happy Hippie Foundation, que auxilia pessoas da comunidade LGBT em situação de rua.

Sem mais artigos