A polêmica é grande. Desde que anunciaram alguns shows em comemoração aos 50 anos de carreira da banda, muitos fãs do Rolling Stones tomaram um grande susto com os preços dos ingressos. Quem quiser prestigiar o grupo ao vivo terá que desembolsar entre 90 euros (R$ 240) e 950 euros (R$ 2.500). 

Em entrevista ao site da revista Billboard, o vocalista Mick Jagger defendeu o preço elevado dos bilhetes e afirmou que os custos de produção são grandes. “Nós não podemos mudar o sistema de bilheteria. Você pode dizer: ‘os ingressos estão muito caros’, mas é um show muito caro para produzir, já que são apenas quatro apresentações. Normalmente, você faz uma centena de shows pelo mesmo custo.”  

Ainda sedundo o músico, a banda não vai lucrar com as apresentações, que acontecem em novembro (25 e 29), no O2 Arena, em Londres. “A maioria das entradas chegam a esses preços porque elas são vendidas, o que mostra que existe um mercado para isso. Nós não participamos do lucro. Se um bilhete de 250 euros é vendido por mil, nós não recebemos a diferença.”

Além dos shows no Reino Unido, Jagger e os Stones também se apresentam nos dias 13 e 15 de dezembro em Nova Jersey, nos Estados Unidos. A banda também lançou a coletânea GRRR!, com duas faixas inéditas: One More Shot e Doom and Gloom.

<iframe width=”636″ height=”358″ src=”http://www.youtube.com/embed/iecBKNWn6hc” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

Sem mais artigos