Oasis comemora 20 anos do 'Be Here Now' em 2017

Divulgação Oasis comemora 20 anos do ‘Be Here Now’ em 2017

Noel Gallagher deu uma entrevista de quase 30 minutos para falar sobre os bastidores da gravação de Be Here Now, disco que está sendo relançado pelo Oasis após aproximadamente 20 anos nesta sexta-feira (14). A conversa foi publicada hoje no canal do Youtube da banda e nela, o ex-guitarrista do grupo revela ter se arrependido de lançar o disco em 1997.

“Eu só digo isso hoje, após quase 20 anos… nós nunca devíamos ter feito aquele disco naquela época. Porque nós viemos de uma turnê americana que, novamente, foi a terceira seguida que não tínhamos conseguido completar. Eu voltei ao aeroporto e toda a imprensa estava lá e, ao invés de dizermos ‘certo, vamos cada um para seu caminho por um ou dois anos’, nós decidimos como idiotas voltar para o estúdio”, lembrou ele.

Noel Gallagher durante gravação do 'Be Here Now'

Divulgação Noel Gallagher durante gravação do ‘Be Here Now’

Para Noel, o fato de (Whats the Story?) Morning Glory, que fora lançado dois anos antes, ainda estar no topo das paradas, deveria ter servido como razão principal para a banda dar um break. “Essa talvez não tenha sido a melhor ideia [de voltar ao estúdio] porque Morning Glory ainda não havia terminado sua jornada. Continuava, provavelmente, como nº 1 no Reino Unido e, sem dúvidas, top 5 nos Estados Unidos. E, ainda assim, lá estávamos nós indo para o estúdio, tentando desesperadamente fazer outro álbum que arrasasse, o que era ridículo”, explicou.

Turnê do 'Be Here Now' foi melhor momento de Noel no Oasis

Divulgação Turnê do ‘Be Here Now’ foi melhor momento de Noel no Oasis

O irmão mais velho de Liam, seu ex-companheiro de Oasis, porém, destaca o quanto ele curtiu a turnê que seguiu o CD, que se prolongou até 1998, passando, inclusive, pelo Brasil. “Foi a melhor época que eu tive na carreira. Fazer turnê sendo a maior banda do mundo, com 500 jornalistas te esperando em aeroportos, é algo que você não enxerga naquele momento, mas é incrível”, recordou.

A entrevista completa (sem legendas) você pode conferir aqui:

Sem mais artigos