Noivos Iron Maiden

(Foto: Lúcio Flaubert) Juliana Rodelli e Rafael Dolis

Na semana passada divulgamos um vídeo emocionante em que uma noiva toca Fear of The Dark, do Iron Maiden, ao piano em seu casamento, para surpreender seu noivo que é mega fã da banda. O vídeo lindíssimo emocionou não só os convidados da festa, mas milhares de internautas, pois o vídeo viralizou de forma absurda. E, nós do Virgula procuramos os pombinhos Juliana Carrasco Rodelli Rafael Dolis para saber como rolou essa ideia doida – e incrível – de reproduzir um clássico da Donzela de Ferro em versão matrimonial.

“Eu toco piano desde os quatro anos de idade, mas fiquei muito tempo parada. Antes de casarmos o Rafael sempre me encorajava a voltar a tocar porque ele gosta muito. Daí quando fomos casar surgiu a ideia de utilizar o instrumento, e, como ele gosta muito do Iron Maiden, pensei em juntar a paixão pelo piano com a da banda.”, diz Juliana, sobre o casamento que rolou em Maringá, no Paraná.

Rafael conta que nunca imaginava uma situação daquela acontecer: “Na hora veio lágrimas, veio emoção, veio amor. Foi fantástico! Sou muito fã do Iron, sempre escutávamos no carro quando viajávamos e Fear of The Dark é a minha favorita”.

Rafael Dolis

(Foto: arquivo pessoal) Rafael Dolis no show do Iron Maiden

Sobre os preparativos, Juliana revela que houve muita dedicação e foi difícil não contar a ‘quase’ ninguém sobre o que iria aprontar na celebração: “Quem sabia era a banda, o fotógrafo e a minha assessora. A minha família nem desconfiava. Eu ensaiei bastante antes, mas sempre sozinha. Como não tinha piano na casa em que morava, eu ia em uma escola de música para praticar. Nunca cheguei a ensaiar com a banda e nem passar o som junto, o que me deixou mais nervosa na hora. A primeira vez em que toquei com a banda foi a que está no vídeo”.

Nessa época Rafael estava viajando a trabalho e também nem desconfiou: “Fiquei uns períodos longos longe, na Bahia, e ela acabou meio que organizando sozinha o casamento e foi treinando a música escondida de todo mundo. Eu não tinha nem como descobrir”, conta. “No dia do casamento me passaram a perna, ficaram me enrolando até que eu entrei e vi aquela cena maravilhosa”.

Sobre a apresentação, uma das coisas que Juliana lembra é que o nervosismo deixou ela tensa: “Por um lado eu estava bem tranquila com os preparativos da festa porque confiava bastante na minha assessora, no fotógrafo e nas decoradoras. Mas não poder contar pra ninguém, sentar lá ao piano na frente de todo mundo e ainda tocar a música pela primeira vez foi meio assustador. Afinal, era o meu casamento, né! Eu estava nervosa”, brinca ela.

Noivos Iron Maiden

(Foto: Lúcio Flaubert) Juliana Rodelli e Rafael Dolis

Embora o casamento tenha acontecido em novembro de 2013, foi dias atrás que o vídeo se tornou uma febre da internet. “Um primo meu me marcou na página de Facebook do Baú do Rock, desde então as visualizações foram crescendo absurdamente. Isso me deixa um pouco assustada”, diz Juliana, e continua: “Minha família e amigos ficaram surpresos com esse sucesso todo, porque não coloquei na internet para isso. Foi apenas para os convidados”.

Rafael complementa: “É a primeira vez que o poder da internet nos atinge e ficamos impressionados com essa força que ela tem de passar as coisas pra frente. Está sendo uma loucura. Meu celular apita a toda hora. São pessoas querendo falar comigo, outros querendo adicionar no Facebook, inclusive pessoas de fora do país”.

Entre os milhares de elogios e parabenizações, alguns haters reclamaram da noiva ter errado notas e o tempo da música, e Juliana se diverte com isso tudo que está rolando: “Acho muito engraçado, pois são pessoas que eu nunca vi na vida me parabenizando, elogiando e até reclamando dos erros. Eu mesma não consigo rever o vídeo porque tem alguns erros, naturais pela situação, né? Não dá para agradar todo mundo, mas a quem eu queria agradar, agradei. Cumpri o meu papel”, lacra a noiva.

É muito amor <3. Assista ao vídeo:

Nesse clima, relembre em fotos o showzão que o Maiden fez este ano no Allianz Parque, em São Paulo:

Sem mais artigos