Mitch Winehouse, pai da cantora Amy Winehouse, confessou em uma entrevista ao jornal britânico The Independent, que recorreu a espíritas para se comunicar com sua filha, morta em Londres há quase um ano.

“Não quero que as pessoas pensem que sou um tolo ingênuo”, declarou o pai da cantora, alegando que sua verdadeira intenção era saber se Amy continua por aqui.

O pai da autora de sucessos como Rehab e Back to Black não revelou o conteúdo das conversas, mas informou que seu interlocutor foi um médium norte-americano a quem o próprio FBI recorre em determinados casos para ajudar a encontrar corpos de desaparecidos.

Mitch publicou neste mês Amy – A História da Cantora Contada por Seu Pai, livro de memórias em homenagem à artista, e cuja arrecadação será destinada à Fundação Amy Winehouse, criada com o objetivo de dar apoio a jovens com problemas como dependência de drogas.



Sem mais artigos