Em entrevista à GQ, o cantor Billy Ray Cyrus afirmou que está extremamente preocupado com o comportamento de sua filha, Miley, mas que deixou de interferir para não ser usado de bode expiatório.

“Toda vez que ela faz algo errado e sai dos trilhos as pessoas colocam a culpa em mim. Eu aguentei todas essas acusações porque, afinal de contas, sou o pai dela, mas agora já chega. Estou com muito medo por ela, porque Miley está cercada de pessoas que a colocam em situações extremamente perigosas. Quero que ela seja protegida um pouco”, afirmou Billy Ray, que ficou longe da festa de 18 anos da filha para evitar exposição na mídia.

“Sabe por que eu não fui nessa festa? Por que ela resolveu comemorar em um bar, sendo que nos EUA a lei é que esses lugares são liberados apenas após os 21. Então se eu aparecesse lá a mídia diria que eu fui conivente e aprovei esse comportamento. Não queria ser usado”, completou ele, que acha que o programa Hannah Montana acabou com a vida de sua família.

“Esse show maldito destruiu a minha família. Odeio ter que dizer isso, mas se pudesse voltar atrás jamais deixaria minha filha participar disso”, desabafou Billy Ray.

Sem mais artigos