Paulinho da Viola apresentar “Sempre se pode sonhar” em São Paulo

No dia 4 de dezembro, o cantor Paulinho da Viola apresentará o repertório de seu novo álbum, “Sempre se pode sonhar”, em São Paulo. O disco foi ganhador do Grammy Latino 2021 na categoria Melhor Álbum de Samba.

O álbum que foi gravado ao vivo em São Paulo, em 2006, mas que só recentemente foi lançado, reúne 22 faixas, sob a direção musical do próprio Paulinho. A faixa-título, fruto da parceria com Eduardo Gudin, foi gravada originalmente no álbum “Um Jeito de Fazer Samba”, de 2006, de Gudin.A apresentação será no Tom Brasil às 22h.

Filho do músico Cesar Faria, Paulinho da Viola cresceu num ambiente naturalmente musical. Na sua infância em Botafogo, bairro tradicional da zona sul do Rio de Janeiro onde nasceu em 12 de novembro de 1942, teve contado constante com a música através do pai, violonista integrante do conjunto Época de Ouro. Nos ensaios familiares do conjunto, Paulinho conheceu Jacob do Bandolim e Pixinguinha, entre muitos outros músicos que se reuniam para fazer choro e eventualmente cantar valsas e sambas de diferentes épocas.

Ao longo dos anos 70, Paulinho gravou em média um disco por ano, ganhou diversos prêmios e se apresentou por diversas cidades no Brasil e no mundo. Já nos anos 80, gravou mais quatros discos e manteve-se como um dos principais nomes do samba no país. Nos anos 90, entrou numa nova fase, onde a imprensa e os críticos passaram a vê-lo como um músico mais sofisticado e maduro. Mesmo sem perder seu apelo popular, Paulinho gravou um de seus mais importantes trabalhos, “Bebadosamba” e montou o espetáculo homônimo.

Sem mais artigos