Tomada_1

“O rock paulistano vai bem! Hoje temos representantes como O Terno, Carro Bomba, Cracker Blues, Balls, Vento Motivo, Baranga, entre outras bandas legais”, conta Pepe Bueno, baixista do Tomada, grupo também da capital paulista, que completa quase 15 anos de muito rock and roll em 2015. Agora, o quinteto decidiu atravessar as fronteiras dos rótulos musicais caindo na graça da brasilidade e do pop bem feito com o lançamento de um novo EP virtual intitulado Tomada. Mas sem deixar a essência de lado, claro!

Para chegar neste resultado “da massa”, Marco Mazzola, produtor famoso e conhecido por ter trabalhado com Raul Seixas, Rita Lee e Elis Regina, chamou o pessoal do Tomada e direcionou o som. “Quando lançamos o disco anterior, Inevitável, de 2013, o Mazolla adorou o trampo, me ligou e falou: ‘Vem aí pro Rio’, e colocou a gente na gravadora dele, a Mza Music, conta Pepe. “A gente ia gravando aqui em SP e mandando as coisas pra ele lá no Rio. Ele foi inserindo uns lances acústicos, de percussão, com uma pegada bem mais pop. Daí a canção foi criando um corpo. Você trampa com um cara desse, acredita nele e vira essa parada louca”

Um exemplo dessa parceria é a canção De Verdade, que foi produzida pelos próprios integrantes do Tomada e pelo Pedro Arantes, filho de Guilherme Arantes. “Neste EP mixamos e remasterizamos cinco músicas do Inevitável, mais a inédita De Verdade, que ganhou um clipe animado feito por Heitor Missias. Se liga no trampo:

Sobre essa nova aposta no som, o baixista explica: “A gente começou no classic rock, mas depois fomos produzidos pelo Martin Mendonça, guitarrista da Pitty, e ele meio que abriu a nossa cabeça. Daí começamos a olhar mais para o lado do que para trás e mudamos a sonoridade. Agora com a entrada do Mazolla e do Pedro no time, a gente se desprendeu total. Não estamos com medo de mais porra nenhuma”, conta Pepe, e continua: “Fomos com tudo no pop. O que acontece é que as pessoas pensam que o pop é brega, mas tem música pop legal pra caralho por aí. Beatles é a maior banda pop do mundo”.

A canção Ela Não Tem Medo também faz parte deste lançamento e ganhou um clipe com participação da irmã do músico. “A atriz é a minha irmã, Sara Antunes, que é casada com o Vinicius de Oliveira, aquele molequinho do filme Central do Brasil, da Fernanda Montenegro. Lembra? Para o vídeo, tivemos umas piras meio Alice no País das Maravilhas, e minha irmão trouxe toda a produção do teatro para o videoclipe, que é um formato que ela ainda não tinha feito. Foi uma parceria entre irmãos”, brinca ele.

O novo EP virtual do Tomada pode ser ouvido aqui. Sobre as raízes paulistanas, Pepe enfatiza brincando: “Por sermos de São Paulo, o som urbano e cinza sempre vai estar na banda, mas o ar psicodélico que temos traz o restante das cores ao som”.

Além do baixista, Tomada é composto por Ricardo Alpendre na voz, Paulo Navarro na bateria, Vagner Nascimento nas guitarras e Mateus Schanoski nos teclados.

Abra a mente e se joga nesse som!

Tomada_2

 

Sem mais artigos