Nickelback

Divulgação Nickelback

Salli Anttonen, estudante de doutorado da Universidade da Finlândia, escreveu um artigo sobre os motivos que levam os críticos e as pessoas em geral odiarem o Nickelback.

“Pobre Chade Kroeger. Não importa quantos álbuns eles vendem, eles não podem parecer conquistar os corações dos críticos ou do público em geral. Mas você já se perguntou exatamente por que tantas pessoas adoram odiar Nickelback?”, afirmou o site Lost At E Minor.

De acordo com a reportagem, o pesquisador chegou à conclusão de que a banda é considerada inautêntica. Ele estudou as críticas sobre a banda publicadas entre 2000 e 2014.

“No geral, as descrições implicam que as músicas não são auto-expressão genuína escritas de boa vontade, mas sim forçadas e feitas por razões comerciais”. “A música é descrita como sendo ‘falsa’ (Riikonen 2012), ‘forçada’ (Hilden 2011). Van der San (2011) alega que Nickelback está ‘calculadamente focado no hit’; Ojala os acusa de “rir todo o caminho até o banco” (2003).

Anttonen resume sua pesquisa dizendo que a banda de Alberta, Canadá não consegue escapar do ódio. “Nickelback é demais de tudo para ser o suficiente de alguma coisa. Eles seguem muito bem as expectativas de gênero, o que é visto como imitação vazia, mas também não suficientemente bem, o que é lido como tática comercial e como falta de uma identidade estável e sincera “.

Sem mais artigos