Após a confirmação da morte de Amy Winehouse no último sábado (23), músicos e amigos da cantora lamentaram o falecimento precoce, e prestaram homenagens à inglesa, que tinha apenas 27 anos.

LEIA MAIS: Exclusivo: veja imagens da comoção em frente à casa de Amy Winehouse

Curta o já clássico clipe de “Back To Black”, com imagens de Amy em um funeral

O DJ e produtor Mark Ronson, responsável pelos elogiadíssimos arranjos de Back To Black, álbum de maior sucesso de Amy, expressou tristeza em seu perfil no Twitter: “Ela era minha alma gêmea musical e uma irmã para mim”, escreveu Ronson, que convidou Winehouse para cantar “Valerie” – que viria a se tornar um de seus maiores sucessos – em uma coletânea de covers que produziu em 2007. “Este é um dos dias mais tristes da minha vida”, concluiu.

Também via Twitter, Salaam Remi, que trabalhou com Ronson na produção de Back To Black, disse: “[Sábado] foi um dia muito, muito triste. Acabamos de perder uma grande amiga e uma irmã”, escreveu.

Em declaração ao jornal americano US Weekly, a banda de apoio de Amy, os Dap Kings, elogiaram o bom humor de Amy: “Nós estamos muito tristes por perder Amy Winehouse [no sábado]. Ela era única, e nós somos gratos por termos tido a chance de fazer música com ela. Ela era sempre graciosa, e foi um prazer trabalhar com ela em estúdio e na estrada, Amy levou alegria a muitas pessoas com sua voz e sua personalidade irreverente. É uma tragédia que ela tenha nos deixado tão cedo, quando ainda havia muita música para nos oferecer”. 

Sem mais artigos