O fanatismo por esporte é uma coisa peculiar, né? Não dá nem pra discutir. O engraçado é ver isso interferindo em outras áreas, tipo na música (!).

Calma que a gente te explica.

Giants, time de baseball de San Francisco, nos Estados Unidos, está prestes a ganhar o seu terceiro ciclo do campeonato nacional, o MLB, em três anos. Com quem ele está disputando? Com o Royals, time de Kansas City.

Agora, a gente se lembra do nome da música que mais causou furor no mundo em 2013? Sim, Royals. E então duas rádios de São Francisco resolveram banir a música da programação.

E ainda tem um complicador nessa história. Lorde contou em uma entrevista no ano passado que a sua inspiração para o título da música que a levou ao estrelato foi uma fotode um ex-jogador do Royals que estava em uma National Geographic: “Eu tinha essa foto de um cara assinando bolas de baseball. Estava escrito Royals na camiseta dele e era essa a palavra”, ela explicou na ocasião.

Desde então, a música se tornou uma espécie de hino não oficial do time.

“Sem ofensas, Lorde, mas até o fim do campeonato, a rádio KFOG vai ser uma zona livre de Royals. A gente tem certeza que você entende”, a rádio publicou no facebook. Já o diretor da rádio KOIT, Brian Figula, se justificou no site do veículo, contando que tomou essa atitude porque os ouvintes pediram.

Enquanto, isso, na cidade natal dos Royals

“Eu respeito o trabalho do senhor Brian Figula, diretor de programa da KOIT (que por acaso é nossa rádio afiliada), mas nós não vamos deixar que o espírito anti Royals destrua esse momento”, disse Tony Lorino, da rádio KZPT, de Kansas City, “Uma galera de San Francisco que está com raiva por não ter uma música chamada Giants não vão destruir a nossa festa!”

Cada coisa, né?

Sem mais artigos