Ferrugem

Renovador do samba, Ferrugem é fã de rap. Em entrevista exclusiva ao Virgula, ele destacou Projota, HaiKaiss, BK e Luccas Carlos entre o que está rolando de mais novo na música brasileira.

O carioca lança seu DVD no Espaço das Américas, em São Paulo nesta quarta, ocasião em que faz o lançamento nacional de Prazer, Eu Sou Ferrugem, com direito a repertório somando músicas novas e grandes clássicos de carreira.

No repertório: Minha Namorada, Prazer Eu Sou Ferrugem, Eu Juro, O Som do Tambor, Eu Sou Feliz Assim, É Natural, Você e Eu, entre outras.

Os ingressos se esgotaram mais de um mês antes do show. Leia nossa conversa com o cantor e compositor nascido Jheison Failde de Souza há 29 anos.

Você teve outros trabalhos além da música, eles te ajudam a ser um artista popular, de alguma maneira?
Ferrugem – Na verdade, eu não tive nenhum trabalho fixo antes da música, até por que eu comecei a cantar por volta dos 12 anos e se me empenhei nesse segmento musical e do samba, principalmente.

Eu tive bicos de fazer uma coisa aqui, outra ali pra não ficar duro, mas coisa de moleque, mesmo. Inventaram, até, há um tempo atrás, que eu fui camelô, entregador de pizza, mas algo que ajudasse para eu ser uma pessoa popular ou como cantor, não… acho que a música mesmo, fui amadurecendo dentro dela para hoje eu ser o Ferrugem

O que tá rolando de mais novo na música brasileira?
Ferrugem – Minha opinião é, na verdade, algo antigo e que está renascendo que é o rap. Eu poder ver as novas bandas, os grupos se destacando, como Projota, HaiKaiss, BK, Luccas Carlos… eu fico muito feliz de ver isso com o rap.

Vejo essa notoriedade que o rap tem nos EUA deveria ter no Brasil também e está acontecendo isso. a galera merece ter seu espaço, pois eles tem uma ideia muito boa para passar e tem muita gente querendo ouvir essa ideia também.

Quais são suas principais referências musicais?
Ferrugem – As minhas principais referências, sem dúvida, são as que vem do samba em primeiro lugar. Fundo de Quintal, Zeca Pagodinho, Roberto Ribeiro, Jovelina Pérola Negra, Almir Guineto…

Aí, depois, veio a outra geração com ExaltaSamba, tendo o Péricles em primeiro plano – que é meu ídolo; Sorriso Maroto, tem o Soweto… Tem muita gente que me influencia, mas hoje, o que eu tenho mais ouvido de samba, sem dúvida, é o Péricles.

Tenho, também, escutado bastante o disco novo do Thiaguinho e bastante coisa diferente como rap, R&B, trap… são coisas que tem influenciado bastante no meu som novo, pois é uma mutação. Cada ano a gente faz uma coisa diferente e por isso sempre tem que estar escutando coisas diferentes.

Que características considera mais marcantes da sua geração?
Ferrugem – Sem dúvida, é a união…. hoje eu consigo ser amigo de todos os músicos da minha geração, amigo de se falar, se ligar, perguntar se está bem…. não só de encontrar no show e se cumprimentar

SERVIÇO

Ferrugem – Lançamento de DVD | Espaço das Américas
Data: 30 de maio de 2018 (quarta-feira) – véspera de feriado
Abertura da casa: 21h
Início do show: 23h30
Censura: 18 anos
Local: Espaço das Américas (Rua Tagipuru, 795 – Barra Funda – São Paulo – SP)
Capacidade da casa para este evento: 8.450 lugares
Acesso para deficientes: sim

Artistas novos que você precisa ouvir agora

Mulamba
Souto MC
Gali
Brisa Flow
Ligiana Costa
Manu Saggioro
Luã Yvys
Amanda Magalhães
Marina Decourt
Xenia França
Luedji Luna
Letrux
Gloria Groove
ATTOOXXA
Muntchako
Anna Tréa
Bayo
Juyè
LALA é o nome da dupla de produção formada por Joana Cid e Naná Rizinni. Foto por Camila Svenson
Gali, antes conhecida como Camila Garófalo
Tássia Reis
Gloria Groove
Mariana Furquim
Tika
JuPat
niLL
Raffa Moreira
Ayrton Montarroyos
Raffa veste moletom FERNVNDX Clothing
Liniker
Xênia França
Xênia França
Mahmundi
Raffa Moreira
Tássia Reis
Ema Stoned
Ema Stoned
Ema Stoned
Luedji Luna
Mahal Pita
Gali por Maria Moreira
Luã Yvys
Luã Yvys

'Rap está renascendo', diz Ferrugem, renovador do samba

Sem mais artigos