O cantor porto-riquenho Ricky Martin, que abriu no domingo a 55ª edição do Festival Internacional de Viña del Mar, se disse aflito pelo que está acontecendo na Venezuela e pediu: “Nem mais uma gota de sangue, por favor”.

“São incríveis as imagens que estão sendo vistas (na televisão), nem mais uma gota de sangue, por favor, Venezuela, estou com vocês”, apelou o artista porto-riquenho em uma lotada entrevista coletiva.

O cantor disse estar muito triste, mas que “a união existe no povo. A voz por uma democracia justa está se fazendo escutar em todas partes do mundo”,disse.

“Eu digo SOS Venezuela. Vamos rezar pela Venezuela. Tudo vai ficar bem”, acrescentou o porto-riquenho que antes de responder às perguntas recebeu um disco de diamante pelo sucesso nas vendas de seus álbuns.

Sem mais artigos