O músico Robin Gibb, ex-membro do grupo britânico Bee Gees, mostrou sinais de recuperação após despertar de um coma provocado por uma pneumonia, informam neste domingo os meios de comunicação do Reino Unido.

A lenda do pop, de 62 anos, foi internada na semana passada em uma clínica particular de Londres, onde esteve acompanhado por sua esposa Dwina, seu irmão Barry e seus três filhos.

Gibb foi submetido há um ano e meio a uma operação intestinal na qual foi detectado um tumor e após o que lhe diagnosticaram câncer de cólon e de fígado, do quais parecia estar se recuperando.

Após correr risco de morte, o músico respondeu a sua família após sair do estado de coma, segundo explicou ontem à noite aos meios britânicos seu representante, Doug Wright.

Esse porta-voz confirmou que Gibb conseguiu mover a cabeça e comunicar-se com seus familiares.

Os parentes do músico revelaram que Gibb chorou quando sua esposa cantou a música Crying, de Roy Orbison.

Em 2011, Gibb foi submetido a uma operação por uma obstrução intestinal, o mesmo problema que provocou a morte de seu irmão gêmeo Maurice, também integrante dos Bee Gees, em 2003.

Sem mais artigos