A banda Jota Quest mostrou todos os seus hits na abertura da terceira noite do Palco Mundo do Rock in Rio, neste domingo (15). O vocalista Rogério Flausino, trajando um elegante terno azul, aproveitou a apresentação para falar sobre os protestos no Brasil. Durante a faixa Planeta dos Macacos, o músico disse que “a macacada do Rio está inconformada”.

“A macacada quer educação, saúde e justiça”, afirmou antes de citar um trecho de Brasil, do Cazuza. “Estamos de olho no mensalão e todo tipo de corrupção”, continuou. Como na noite anterior, durante um tributo a Raul Seixas capitaneado por Tico Santa Cruz, o público aproveitou o tom político para criticar Sérgio Cabral, governador do Rio de Janeiro.

O diferencial do show ficou por conta do retorno de backing vocals e naipe de metais, que segundo Flausino, “é um rotorno às raízes da banda”. Em seguida, o cantor anunciou com exclusividade o nome do novo álbum do Jota Quest: Funk Funk Boom Boom, ainda sem data de lançamento.

No repertório da apresentação estavam faixas como Na Moral, Além do Horizionte, Dores do Mundo e o single Mandou Bem, gravado em parceria com Nile Rodgers, ex-Chic. Para encerrar a apresentação, o cantor Lulu Santos fez uma participação surpresa. Em dueto com Flausino, Lulu cantou Tempos Modernos e foi muito aplaudido pelo público.

Sem mais artigos