O grupo americano Bon Jovi conseguiu, na noite desta sexta-feira (20), empolgar seus fãs, a grande maioria dos 85 mil presentes no quinto dia do Rock in Rio deste ano no Rio de Janeiro, apesar da ausência do guitarrista Richie Sambora e do baterista Tico Torres, dois membros originais da banda.

Sambora deixou o grupo de hard rock de Nova Jersey há cinco meses, por tempo indeterminado, e Torres foi hospitalizado poucas horas antes da apresentação com dores abdominais.

O carisma do cantor Jon Bon Jovi – assim como um repertório cheio de sucessos de seus 30 anos de carreira e o apoio incondicional dos fãs – garantiram uma boa apresentação mesmo com as duas ausências.

O mérito também foi de Rich Scanella, o baterista convocado de última hora para substituir Torres, que demonstrou conhecer a discografia de Bon Jovi, com o quem já havia tocado, e não comprometeu em nenhum momento.

Tico Torres, que na semana passada tinha sido operado por conta de uma apendicite, obrigando o grupo a cancelar shows no México e Argentina, voltará à sala de cirurgia para operar a vesícula.

Bon Jovi, em sua quinta apresentação no Brasil, preferiu fazer uma retrospectiva de sua carreira ao invés de promover as músicas do álbum lançado este ano, What About Now, como vem fazendo em sua atual turnê mundial Because We Can.

A banda, no entanto, abriu a apresentação com What the Water Made Me, do novo álbum, do qual também interpretou Because We Can e What About Now.

Após uma primeira música desconhecida e que não empolgou, a banda brindou o público com os sucessos românticos de seu disco de maior sucesso, Slippery When Wet (1986), como You Give Love a Bad Name, Raise Your Hands, Wanted Dead or Alive e Livin’ on a Prayer.

Também não faltaram Keep the Faith e It’s My Life, assim como algumas músicas do disco country Lost Highway (2007).

O momento mais inusitado da apresentação foi quando Jon Bon Jovi atendeu ao pedido de uma fã, que exibiu um cartaz pedindo um beijo. Ela foi trazida até o palco e deu alguns “selinhos” no cantor.

Além de Bon Jovi, a quinta noite do Rock in Rio também teve apresentações do grupo canadense Nickelback e dos americanos do Matchbox Twenty:

A banda Nickelback, liderada pelo vocalista e guitarrista Chade Kroeger, precisou de apenas duas músicas rápidas como Animals (2005) e Something in Your Mouth (2008) para agradar o público, que cantou e se emocionou com dois de seus maiores sucessos: Photograph e Far Away, do álbum All the Right Reasons (2005).

A banda se formou na cidade canadense de Hanna em 1996 e esta foi sua primeira apresentação em um país sul-americano. Os rapazes mostraram porque foram considerados como um dos grupos mais bem-sucedidos da década de 2000 nos EUA e Canadá, com antigos sucessos muito conhecidos pelo público brasileiro como How You Remind Me, Rockstar e Gotta Be Somebody.

Esta também foi a primeira apresentação no Brasil, e no Rock in Rio, dos americanos do Matchbox Twenty. O grupo preferiu dar uma pausa na turnê mundial de promoção de seu último álbum North (2012) para lembrar os principais sucessos de seus outros quatro discos.

O grupo nasceu na Flórida há 17 anos e tem Rob Thomas como líder e vocalista. A banda começou sua apresentação com Bent (2000) e tocou os sucessos do disco Yourself or Someone Like You (1996), como Real World, 3 AM e Push, as músicas mais bem-sucedidas da banda.

O público cantou e dançou as mais conhecidas e românticas como Disease e She’s so Mean, um dos sucessos de North.

Frejat:

O guitarrista e cantor carioca Frejat, que iniciou sua carreira em 1981 ao lado do lendário Cazuza no Barão Vermelho, ficou encarregado de abrir os shows no Palco Mundo.

Frejat, em sua quarta apresentação no Rock in Rio, aproveitou a edição deste ano para promover músicas de seu novo disco, A Tal Felicidade, em que canta músicas de artistas consagrados da MPB, como Tim Maia e Jorge Bem Jor.

O cantor, com músicas conhecidas, populares e que foram dançadas e cantadas por todo o público, cumpriu com perfeição o papel de abrir os shows do Palco Mundo ao acender os ânimos dos presentes com sucessos como Maior Abandonado, Malandragem, Bete Balanço, Exagerado e Pro Dia Nascer Feliz.

Palco Sunset: 

No Palco Sunset a maior atração foi o veterano cantor e guitarrista californiano Ben Harper, que se juntou ao gaitista Charlie Musselwhite, para mostrar uma mistura de rock, blues e soul.

A 13ª edição do Rock in Rio, a quinta no Brasil, continua neste sábado, com shows de Bruce Springsteen e John Mayer, e no domingo, em mais um dia dedicado ao heavy metal, com apresentações de Slayer e Iron Maiden.

Sem mais artigos