O ritmo mais típico e popular do país vai ganhar uma grande homenagem em Barra Mansa, cidade do Sul fluminense, no início de dezembro. A exemplo da capital fluminense – que comemora o Dia do Samba, em 2 do mesmo mês, com eventos vários espalhados pela cidade -, a Fundação de Cultura de Barra Mansa, órgão ligado à Prefeitura, vai promover a Semana do Samba e a Feira do Samba na cidade. Em setembro, foi a vez do projeto Samba de Raiz, com shows de músicos regionais, na Praça da Matriz. E com os eventos de setembro, que terá apresentações de sambistas, palestras, cursos, escolhas de sambas-enredo e outras atividades, Barra Mansa pode se transformar num centro efervescente de debate sobre o tema – e de diversão, claro – no estado.

Mas as duas iniciativas, a Semana e a Feira, têm um propósito ainda mais definido: arrecadar recursos para as escolas e outras entidades que participam dos desfiles oficiais do Carnaval no município. A data, aliás, é tratada como assunto sério na cidade, e os preparativos para a festa de 2014 começam já, com a antecedência capaz de programar uma festa sem violência, como foi a de 2013. Este ano, a Avenida recebeu 20 mil pessoas, que assistiram ao desfile de escolas como a Mocidade da Vila Maria, a Império da Saudade e Unidos da Boa Sorte.

Com a Semana do Samba (de 2 a 6 de dezembro), a cidade pretende, desde então, incentivar a adesão dos moradores ao Carnaval. E para o mesmo período está programada a Caminhada do Samba, com concentração prevista para acontecer na Praça da Matriz. Os participantes seguirão, dançando ao som de sambas, até o Corredor Cultural, no Centro, onde se apresentação os artistas durante toda a Semana – as atrações, em sua maioria, são grupos do Rio e de São Paulo, mas os nomes ainda não foram confirmados.

O público poderá participar de palestras ministradas por sambistas, carnavalescos e historiadores convidados. Esses encontros prosseguirão até a quinta-feira, dia 5 de dezembro. Nos dias 6 e 7 de dezembro se realizará a Feira do Samba, no Pavilhão 2 do Parque da Cidade. Exposições de fantasias, concursos do Rei Momo e de Rainha do Carnaval do próximo ano, lançamentos de sambas de enredo e enredos das agremiações, entre outros eventos paralelos, também estão previstos. E a julgar pela intensa programação, em Barra Mansa não tem ninguém ruim da cabeça. Nem doente do pé.

Sem mais artigos