Spotify negou acusações

Divulgação Spotify negou acusações

O Spotify negou as acusações de que está punindo artistas que disponibilizam conteúdos exclusivos para serviços de streaming concorrentes, como Apple e Tidal.

O caso foi publicado pela Bloomberg. Segundo a reportagem, a empresa sueca dificulta a pesquisa por álbuns de músicos da sua alçada que fecham lançamentos exclusivos com Apple e Tidal. Um representante do Spotify respondeu as acusações dizendo que elas são “absolutamente falsas”.

Desde que lançou seu serviço de streaming em 2015, a Apple tem conseguido lançamentos exclusivos com nomes como Drake, Chance the Rapper e, mais recentemente, Frank Ocean.

Frank Ocean lançou disco pela Apple Music

Divulgação Frank Ocean lançou disco pela Apple Music

Já o Tidal ficou mundialmente conhecido pelos lançamentos exclusivos de artistas como Beyoncé e Kanye West. O negócio é tocado pelo rapper Jay-Z.

Na semana passada, o Spotify criticou a política de lançamentos exclusivos em determinados serviços, alegando ser “ruim para a indústria”. Segundo reportagens da imprensa internacional, a Universal Music foi a primeira gravadora a parar de oferecer exclusividades para as empresas.

Sem mais artigos