Mais do que um show de rock alternativo, quem compareceu na noite de quarta-feira ao Sesc Pompéia, para o segundo dia da versão paulistana do festival Abril Pro Rock, pôde participar de uma grande celebração, liderada pelo tímido e carismático Stephen Malkmus.

O ex-líder do Pavement sorria muito, principalmente quando vinham da platéia pedidos para que tocasse músicas de sua antiga banda. O contato, somado ao clima de improvisação — ele parecia nunca saber qual era a próxima música –, deram à performance uma aura de intimidade.

A resposta do público era tranquila, refletindo o estilo “cool” de Malkmus: os indies, segurando bebidas, balançavam de um lado para o outro, com os olhos fechados. Os comentários mais afoitos eram das garotas, cujos elogios ao norte-americano (com inacreditáveis 35 anos) não se restringiam apenas a seus dotes musicais.

Porém, os integrantes do The Jicks ainda não mostraram um perfeito entrosamento, errando em algumas canções, principalmente nos primeiros acordes. Mas ninguém parecia se importar. Afinal, Malkmus é famoso por seu som propositadamente cru e mal-acabado.

Como havia anunciado em entrevista recente à Reuters, o artista tocou uma por uma das músicas do primeiro e único álbum solo, que leva seu nome, lançado em 2001. A canção “Sin Taxi”, faixa bônus presente no CD nacional, abriu o show.

Os hits “Phantasies”, “Jenny & The Ess-dog”, “Discretion Groove” e “Jo Jo’s Jacket” levantaram a platéia, que arriscava um coro nos “uh, uh”. Mas a redenção veio quase no final: “In a Mouth a Desert”, canção presente no primeiro (e, para muitos críticos, definitivo) álbum do Pavement, “Slanted & Enchanted”, de 1992.

O pequeno palco da cervejaria do Sesc, a iluminação pontual sobre a figura de Malkmus e o clima de barzinho diferenciaram essa apresentação daquela vista no frio Olympia, na segunda-feira, quando os britânicos do The Charlatans se apresentaram.

Levando em conta o sorriso no rosto da maioria dos espectadores no final da noite de quarta-feira, a opção intimista agradou mais.

Stephen Malkmus foi vocalista, guitarrista, compositor e letrista do Pavement, uma das bandas mais importantes do rock americano na década de 1990. O músico volta a se apresentar aos paulistanos nesta quinta-feira.

Sem mais artigos