Há três anos, a cantora Amy Winehouse foi encontrada morta na sua casa, em Londres. Com seus seis Grammys na curta carreira, de apenas dois álbuns de estúdio, ela era celebrada por trazer todo o poder e a áurea das maiores divas do soul para o século XXI.

Amy deixou uma legião de fãs desamparados e alarmou os que acreditam na maldição dos 27 anos, ao falecer com a mesma idade que Kurt Cobain, Janis Joplin, Jim Morrisson e outros.

Teorias da conspiração à parte, o fato é que ela deixou um vácuo no mundo da música. Para não deixar o dia 23 de julho de 2014, o aniversário de três anos de morte de Amy Winehouse, nós preparamos uma playlist com as músicas mais emocionantes dela.

 

Some Unholy War, do Back To Black

Uma garota apaixonada, se propondo a apoiar o seu homem em todas as batalhas, incluindo as profanas. Um belo exemplo de toda a entrega que Amy poderia expressar em uma música.

 

Love is a Losing Game, do Back To Black

Amy sempre escreveu lindas canções de amor, e ela sabia qual era a verdadeira natureza dele: um jogo de azar.

 

I Heard Love Is Blind, do Frank

Depois de uma noite de bebedeira, a garota acaba traindo o namorado. Bom, traindo não. Ela passa a música construindo o argumento de que só ficou com o outro porque ele a lembrava o namorado.

 

Back To Black, do Back To Black (oh really)

Quer melhor comparação com o fim de um relacionamento do que com o luto?

 

Take the Box, do Frank

Aqui, Amy narra a última cena do conturbado fim de um relacionamento com toda a expressividade que lhe é característica.

 

Wake Up Alone, do Back To Black

Às vezes o seu inconsciente te trai, né? Nessa música dolorida, Amy descreve como é passar o dia todo evitando pensar em uma pessoa, só pra ela aparecer nos seus sonhos à noite.

 

Quer ouvir a playlist inteira? Pode vir:

Amy Winehouse – As músicas mais emocionantes by Odhara Rodrigues on Grooveshark

Sem mais artigos