“Açaí, guardiã/ Zum de besouro um ímã/ Branca é a tez da manhã”. Mesmo que você seja muito bom em compreensão de texto, nós te desafiamos a dizer que raios o Djavan queria dizer com isso.

Djavan – Açaí

E uma coisa que a música popular brasileira, em todas as suas vertentes e épocas, pode se vangloriar e de ter letras louconas que podem entortar a sua cabeça em uma busca por uma explicação lógica: vide Caetano Veloso, É O Tchan, Arnaldo Antunes e Carlinhos Brown.

Juntam-se à turminha Mallu “Tchubaruba” Magalhães o ex-Los Hermanos convertido em “freak folk” Rodrigo Amarante, que soltou recentemente na praça o álbum Cavalo recheado de pérolas do canciomeiro nonsense.

Veja na galeria de fotos acima com alguns dos  sons mais loucurinhas da música brasuca.

Sem mais artigos