Após uma prévia do cover Back to Black, de Amy Winehouse, com Beyoncé e Andre 3000, ter circulado esta semana, na sexta-feira (26), o produtor da faixa original Mark Ronson apresentou uma versão completa da música e elogiou o trabalho.

Pelo menos da boca para fora, ele não concorda com o pai de Amy, Mitch, que declarou que a faixa não “acrescenta nada” e só a liberou por um bom dinheiro. Ronson, por sua vez, elogiou as batidas de Nigel “Hollywood” Holt e as linhas de guitarra, que comparou às de Thomas Brenneck, do Dap Kings, presentes na versão da cantora inglesa encontrada morta em 2011, aos 27 anos.

A versão da música integra a trilha sonora oficial do filme O Grande Gatsby, que é dirigida por Jay-Z, marido de Beyoncé. E você concorda mais com o pai de Amy ou com o produtor? 

Ouça Back to Black, de Amy Winehouse, com Beyonce e Andre 3000

Veja Amy Winehouse no clipe da versão original de Back to Black 



Sem mais artigos