Relembre os clipes com imagens mais polêmicas da música

O último vídeo de David Bowie, The Next Day, no qual aparece como um profeta corrompido na companhia de Gary Oldman e Marion Cotillard, voltou ao ar no YouTube, mas com restrições de idade, após ter sido retirado previamente a poucas horas de sua estreia.

Fontes do site explicaram à Agência Efe que o vídeo foi retirado “equivocadamente” e que, como estabelece seu processo de reivindicações, ao receber queixas de usuários a respeito, voltaram a colocá-lo no ar “rapidamente”.

O vídeo The Next Day, que corresponde ao single que dá nome ao álbum com o qual o músico britânico pôs fim a uma década de silêncio, transcorre em um sórdido bar repleto de imagens religiosas, sangue, flagelações e sexo.

Nesse cenário se apresenta Bowie e sua banda, vestido como um profeta, e por ele desfilam prostitutas, clientes, freiras e até um cardeal.

O vídeo – criado por Bowie e dirigido pela italiana Floria Sigismondi – aparece agora no Youtube com uma advertência de conteúdo que explica que “pode ser inadequado para alguns usuários” e solicita a confirmação de idade para sua visualização.

Veja o vídeo de The Next Day

<iframe width=”636″ height=”358″ src=”http://www.youtube.com/embed/7wL9NUZRZ4I” frameborder=”0″ allowfullscreen></iframe>

Vídeo de David Bowie volta ao YouTube, mas com restrições de idade; relembre outros clipes polêmicos

Sem mais artigos