Chris Robinson chegou lá. Não apenas conquistou fama e fortuna como vocalista da banda de rock Black Crowes, como se casou com uma atriz famosa, Kate Hudson (de “Quase Famosos”).

Nada mau para um garoto como outro qualquer saído dos subúrbios de Atlanta. Mas agora ele colocou tudo em risco ao abandonar sua banda em favor da incerteza de uma carreira solo.

“Não estou à procura de vida fácil”, disse Robinson, 35, em entrevista concedida recentemente para promover “New Earth Mud”, álbum lançado pelo selo independente Redline Entertainment.

Não é a primeira vez que Robinson se arrisca nos 12 anos passados desde que o Black Crowes lançou seu álbum de estréia, “Shake Your Money Maker”. Ele já brigou com magnatas da música, astros do rock e até mesmo seu irmão, Rich, com quem fundou o grupo em 1984.

Hoje em dia ele parece estar mais pacífico. Vive em Malibu e está à procura de um professor de ioga. Ainda adora falar da corrupção comercial e de sua própria integridade musical, mas fica claro que está curtindo o primeiro ano como roqueiro solo, fazendo o que bem entende.

Chris Robinson não facilita as coisas para sua gravadora. Ele quer vender milhões de discos, mas se recusa a fazer um gesto aos fãs casuais, promovendo o álbum por meio de participações em programas de rádio e TV.

Ele gravou “New Earth Mud” em Paris no ano passado, enquanto sua mulher rodava um filme na cidade.

O álbum é bem mais básico do que o trabalho do Black Crowes. Muitas das canções são acústicas, com Robinson e seu violão, um instrumento que ele nunca tocou em público durante seus anos com o Crowes.

Robinson compôs a maioria das canções ele mesmo e produziu o álbum em parceria com Paul Stacey, que também toca guitarra, teclado e baixo.

DESEMPREGADO E FELIZ

Robinson começou sua nova carreira há um ano, quando o Black Crowes fez o que seria seu último show, um concerto de Halloween em Boston. Ele e Kate Hudson subiram no ônibus da banda e atravessaram o país em alguns dias.

“Cheguei em Malibu, vim para a praia e pensei: ‘Sem banda, sem empresário, sem contrato, sem nada. É a melhor sensação do mundo”‘, recorda.

Assim acabou a banda Black Crowes, apesar de, oficialmente, ela estar apenas dando um tempo.

Diz Robinson: “Tenho a ambição de ser um cantor e compositor de sucesso internacional. Quero fazer o Black Crowes ficar em segundo plano em relação ao que eu posso fazer sozinho.”

Não será muito fácil. O Black Crowes vendeu mais de 10 milhões de álbuns em todo o mundo e atraía multidões para vê-lo apresentar sucessos como “Hard to Handle” e “Remedy”.

Em 1999 a banda fez uma turnê com Jimmy Page, ex-guitarrista do Led Zeppelin, e no ano passado tocou com a banda inglesa Oasis, também marcada por tensão entre irmãos.

Nos últimos anos, Chris Robinson foi se desiludindo com o rumo tomado pelo Black Crowes. Ele achou que a banda estava perdendo a independência.

Sem mais artigos