Terapia melhora sensibilidade e musculatura

Reprodução Terapia melhora sensibilidade e musculatura

A socialite Kim Kardashian foi notícia no mundo todo quando apareceu com o rosto coberto de sangue por conta de um tratamento facial, conhecido como Vampire Facial, ou auto-hemoterapia. Mas um casal britânico foi mais longe e decidiu aplicar a técnica de injetar o próprio sangue na pele dos órgãos íntimos, com o intuito de melhorar a vida sexual. A terapia desenvolvida especialista Kannan Athreya, da clínica The Private, promete aumentar a sensibilidade e musculatura íntima feminina e ajudar o homem a ter ereções mais firmes. As informações são do Daily Mail.

De acordo com a Sexual Advice Association, problemas na cama atingem 50% das mulheres na vida adulta. Charl Chapman, 48, e Nina Howell, 38, fazem parte da estatística e após tentarem o uso de estimulantes afrodisíacos e medicamentos, decidiram testar a terapia com sangue. “O tratamento é novo na Europa, mas já foi realizado algumas vezes nos Estados Unidos, sem causar efeitos colaterais”, afirmou Athereya, o primeiro do continente a fazer o treinamento para auto-hemoterapia íntima.

Nina teve três filhos por parto natural e estava preocupada com as alterações vaginais causadas pelos procedimentos. Ela retirou sangue do braço e injetou no clitóris e paredes da vagina. O sangue, no entanto, passa por uma filtragem antes de ser recolocado no corpo do paciente, deixando apenas o plasma rico concentrado. Athereya indica três sessões de injeção ao longo de cinco meses para resultados eficientes.

“É muito dolorido na hora, não vou mentir, mas depois valeu à pena e me senti mais confortável”, afirmou Nina. O tratamento melhora a circulação de sangue na região íntima, a lubrificação internet e previne o crescimento de bactérias. Já Charl estava enfrentando disfunção erétil, passou por cirurgias e tratamento com remédios. “Recebi injeções em quatro pontos diferentes, foi um pouco desconfortável, mas me senti mais sensível aos estímulos sexuais”, relatou. Os procedimentos são realizados sob anestesia.

 

Sem mais artigos