Um estudo feito pelo patologista Neil Theise, da Universidade de Nova York, encontrou uma rede de canais com fluídos nas extremidades do corpo humano que poderiam fazer o papel de absorção de choque. As funções do interstitium estão em pesquisa e podem incluir o transporte de células cancerígenas, segundo informações do jornal britânico Metro.

Pesquisadores estimam que se for confirmado como órgão, o interstitium seria o maior no corpo humano. No passado, pesquisadores acreditaram que se tratava de um tecido.

 

Sem mais artigos