Mulheres não foram convidadas a fazer exame para detecção do câncer de mama

Um erro no sistema de detecção do câncer de mama no Reino Unido teria afetado a vida de entre 135 e 270 mulheres nos últimos anos, segundo anúncio do ministro de Saúde Jeremy Hunt. “Segundo as últimas estimativas, calcula-se que entre 2009 e 2018, 450 mil mulheres entre 68 e 71 anos não foram convocadas para o último exame de controle”, disse ele. As informações foram publicadas pelo Independent UK. 

O erro poderia ser responsável pela morte de até 270 mulheres em decorrência do câncer de mama. No Reino Unido, mulheres entre 50 e 70 anos devem ser convidadas automaticamente a realizar mamografias a cada três anos.

Sem mais artigos