Alfonso Cuarón, diretor de Gravidade, afirmou em uma coletiva de imprensa em Zurique, na Suíca, que a maioria dos filmes em 3D são “uma porcaria”. O cineasta, que tem sido elogiado pela critica pelo uso da tecnologia em seu último filme, que estreou no Festival de Cinema de Veneza, não mediu palavras ao falar da moda de 3D no cinema atual.

“O problema agora é que eles fazem esses filmes que não são pensados para o 3D e os convertem para o formato depois – comercialmente – e eles são uma porcaria”, diz. “Eles não seguem as regras do 3D e isso não funciona”.

Questionado se vai continuar usando a ferramenta em filmes futuros, Cuarón, que é diretor de Filhos da Esperança e Harry Potter e o Prisioneiro de Azkaban, brincou: “Quero fazer filmes em que as pessoas andem a pé. Quero muito. Se eles andarem, sentarem em cadeiras de rodas, se deitarem, nadaram… Seria fantástico”.

Gravidade, com Sandra Bullock e George Clooney, estreia no dia 10 de outubro nos cinemas brasileiros.

Sem mais artigos