O longa 12 Anos de Escravidão era destinado a ganhar o Oscar de melhor filme, na cerimônia realizada no último dia 2. Politicamente correto e patriota, o longa de Steve McQueen celebra os valores de liberdade e justiça, tão importantes em discursos oficiais no país. Ainda assim, de acordo com uma nova pesquisa, apenas 15% das pessoas que se identificam com o conservador Partido Republicano, nos EUA, concordam com a estatueta recebida pelo filme. A informação é do jornal The Guardian.

Em contraste, 53% dos estadunidenses que se identificam com o Partido Democrata aprovam a escolha de 12 Anos de Escravidão como o melhor filme de 2013. O estudo Public Police Polling (Pesquisa de Política Pública) entrevistou 1.152 votantes, por meio da internet e de ligações telefônicas.

Além do Oscar de melhor filme, 12 Anos de Escravidão levou as estatuetas de melhor roteiro adaptado (John Ridley), melhor atriz coadjuvante (Lupita Nyong’o).

Apenas 15% dos republicanos nos EUA aprovam Oscar a 12 Anos de Escravidão

Sem mais artigos