Disney adotou para Soul mesma estratégia de Mulan

A Disney resolveu repetir com “Soul” o que fez com “Mulan”. A animação “pulou” as salas de cinema e estreou direto no serviço de streaming da empresa, o Disney+.

De acordo com comunicado, a Disney explicou que a estratégia foi adotada ainda por conta da pandemia do novo coronavírus, que está limitando o funcionamento das salas de cinema, especialmente nos Estados Unidos.

Mas há certamente a estratégia de tentar atrair ainda mais clientes para o serviço de streaming da produtora, que hoje conta com cerca de 60 milhões de usuários pelo mundo afora.

“Mulan” também estreou direto no Disney+ em setembro. A Disney cobrou dos usuários que quiseram assistir ao longa uma taxa de 30 dólares, hoje mais de R$ 165.

Sem mais artigos