Depois de ter sido processada pela NFL por mostrar o dedo durante o show de Madonna no Super Bowl de 2012, a cantora M.I.A. resolveu explicar que o gesto obsceno teve motivação “espiritual”.

Em entrevista à rádio NPR, a rapper explicou que Matangi, o nome de seu novo disco, é uma deusa do hinduísmo cujo símbolo é o dedo do meio. “Você sabe que existem gestos de gangues – nos EUA vocês tem isso. Há cino mil anos havia uma coisa chamada mudra, que é a sua posição ao fazer yoga ou rezer. Não há muitos deles que tem nomes de deuses e deusas, mas o dedo do meio é especificamente chamado Matangi – o Matangi mudra”.

Questionada pelo apresentador se o gesto durante o show foi mesmo a respeito disso, MIA tergiversou. “É uma boa resposta, não é? O que você achou? “

Entenda

A National Football League trava, desde o ano passado, uma guerra na Justiça norte-americana contra MIA – e quer dela uma indenização de US$ 1.5 milhão.

Em um vídeo publicado no Youtube, a autora do hit Paper Planes criticou a NFL. “Eles basicamente dizendo que é OK ser sexualmente explorada como mulher e promover o poder feminino através de uma atitude punk rock”, explica. “No fim das contas é isso, e estou sendo processada por isso”, reclama.

A artista acusa ainda a NFL de promover o abuso de menores – de acordo com ela, as dançarinas de Madonna tinham menos de 16 anos e foram recrutadas em uma escola de Indianápolis.

O show, protagonizado por Madonna e com participações de Nicky Minaj e M.I.A., foi transmitido para mais de 114 milhões de pessoas no mundo todo – e bateu o recorde de programa mais assistido da história da televisão. À época, Madonna definiu a atitude de M.I.A. como “infantil”.

Sem mais artigos