O ator britânico Bob Hoskins, de 69 anos, vai abandonar a carreira após ser diagnosticado com o mal de Parkinson, anunciou nessa quarta-feira (08) seu empresário, em um comunicado.

“Bob pretende se aposentar e ficar com sua família e apreciaria muito que sua privacidade fosse respeitada neste momento.” Além disso, o ator “deseja agradecer a todas as pessoas geniais e magníficas com quem trabalhou e a todos os seus fãs que o apoiaram durante uma carreira maravilhosa”, diz a nota.

O artista britânico se destacou pelo papel de gângster em filmes como Caçada na Noite (1980) e Mona Lisa (1986), longa que lhe rendeu uma candidatura ao Oscar de melhor ator.

Hoskins também brilhou em comédias e filmes de aventura, como em Uma Cilada Para Roger Rabbit (1988), Super Mario Bros. (1993) e Hook – A Volta do Capitão Gancho (1991), dirigido por Steven Spielberg.

Em sua última aparição na tela grande, Hoskins interpretou Muir, um dos sete anões no filme Branca de Neve e o Caçador (2011), protagonizado por Kristen Stewart e Charlize Theron.

Nascido em 26 de outubro de 1942 na pequena cidade de Bury St. Edmunds, no oeste da Inglaterra, o ator se mudou para Londres com sua família aos dois anos de idade. Começou sua carreira artística no final da década de 1960 na capital britânca e conseguiu a fama internacional após participação nos filmes Caçada na Noite e Mona Lisa.

Foi premiado com um Globo de Ouro, um prêmio Bafta – o Oscar britânico – e no Festival de Cannes.

Hoskins se une à lista de famosos que sofrem do mal de Parkinson, como o ex-campeão de boxe Mohammed Ali e o ator Michael J. Fox.

Ator britânico Bob Hoskins se aposenta após diagnóstico de Parkinson

Sem mais artigos