Os milhões de fãs da popular série “Game of Thrones” lamentam nesta terça-feira a perda do ator irlandês J.J. Murphy, que morreu na última sexta-feira, aos 86 anos, em sua casa de Belfast.

Murphy era uma das novas peças no elenco da quinta temporada da série, criada por D.B. Weiss e David Benioff para a emissora americana “HBO” e que é rodada na província britânica.

Natural de Belfast, o ator chegou a gravar algumas cenas na pele do personagem Ser Denys Mallister, o membro mais veterano da ordem militar “A Guarda da Noite”. Embora tenha morrido na última sexta, a notícia de sua morte só foi revelada ontem.

O Conselho de Artes da Irlanda do Norte destacou hoje o caráter humanitário e comprometido de J.J. Murphy.

“Sua preocupação por seus companheiros de profissão era bem conhecida. Era membro veterano do Equity (o sindicato de atores), um defensor enérgico e formidável das condições salariais e das oportunidades profissionais dos atores na Irlanda do Norte”, assinalou o ACNI em comunicado.

Após saber da notícia de sua morte, a atriz Maggie Cronin, companheira de Murphy nesse sindicato, assegurou que o ator foi um “homem íntegro” e “apaixonado pelo teatro, pelo bem-estar e pela melhora dos atores e daqueles com os quais trabalhou no mundo da arte”.

Entre suas aparições na grande tela figuram títulos como “Cal – Memórias de um Terrorista” (1984), “As Cinzas de Ângela” (1999) e “Mickybo and Me” (2004).

Murphy também participa do filme “Drácula: A História Nunca Contada”, dirigido por Gary Shore e que chegará aos cinemas brasileiros no próximo dia 16 de outubro.

D.B. Weiss e David Benioff informaram que não buscarão um substituto para o papel interpretado pelo ator irlandês na série.

“Era um homem encantador e o melhor Denys Mallister que podíamos desejar. Agora seu turno de vigilância terminou”, declararam os produtores da série em comunicado. 

Sem mais artigos